Esquecida e (quase) desconhecida

Editora EME      sexta-feira, 23 de março de 2018

Compartilhe esta página com seus amigos

“O conhecimento da natureza dos espíritos, de sua forma humana, das propriedades semimateriais do perispírito, da ação mecânica que podem exercer sobre a matéria, e o fato de nas aparições as mãos fluídicas e até mesmo tangíveis pegarem objetos e os carregarem, naturalmente nos faziam crer que o espírito se servisse das mãos para girar a mesa e que a erguesse pelos braços. Mas, nesse caso, qual a necessidade de médiuns? O espírito não poderia agir sozinho?”

Assim Allan Kardec inicia a sua “Teoria das manifestações físicas”, constante no capítulo IV da segunda parte de O livro dos médiuns. Estudando o assunto teoricamente e na prática, o codificador demonstrou a importância dos fenômenos de efeitos físicos para o entendimento de muitas particularidades do relacionamento entre os espíritos encarnados e desencarnados. Foi acompanhado neste estudo por um amplo número de cientistas e pesquisadores.

Sobre este relevante assunto, a Editora EME publicou o livro O fotógrafo dos espíritos, de Nedyr Mendes da Rocha. Reconhecido trabalhador do movimento espírita, pesquisador dos fenômenos de efeitos físicos e também médium destes fenômenos, apresenta nesta obra importante contribuição para o entendimento no tema no meio espírita.

Nedyr teve a oportunidade de participar de um amplo número de reuniões com médiuns destacados, como Otília Diogo, Antônio Alves Feitosa, Waldo Vieira e Chico Xavier. Diversos espíritos materializados foram fotografados pelas lentes de Nedyr.

Sobre este trabalho, ele comenta: “Não posso me esquecer da primeira foto que tirei. Foi da Irmã Josepha, em casa de meu pai, Nestor Mendes da Rocha, numa reduzida sala preparada para sessões de efeito físico. (...) Esse cômodo foi preparado com essa finalidade: receber espíritos materializados. Os espíritos, percebendo a nossa falta de conhecimento e nosso desejo de aprender, provocavam os fenômenos mais ostensivos para despertar nossa curiosidade e desejo de estudar e de fazer pesquisas.”

Dezenas de foto compõem o acervo do repórter fotográfico Nedyr, e muitas delas estão disponíveis no livro publicado pela Editora EME.

No prefácio da obra, o cientista e professor Aécio Pereira Chagas observa que “O fotógrafo dos espíritos é um livro diferente. É ao mesmo tempo um livro de memórias, cravejado de emoções, com sua subjetividade inerente, e também um relato de experiências científicas, com toda objetividade que se pode alcançar. Achei-o semelhante a um clássico da literatura espírita, No país das sombras, de E. D’Espérance”.

Nedyr desencarnou em 2010. Muitas vezes foi questionado sobre ter ou não valido a pena todo o trabalho que, junto aos companheiros encarnados e desencarnados, teve para organizar, executar e documentar as sessões experimentais de efeitos físicos. A resposta era objetiva: “Valeu a pena, sim! Porque aqui estamos hoje, falando de um assunto que outrora fez despertar toda uma coletividade que se encontrava adormecida, cansada, estagnada e sem esperanças quanto ao seu futuro após a morte.”

O fotógrafo dos espíritos: clique aqui e garanta já o seu!

Comentários


Revista de livros - Editora EME

Informativo Leitor EME

Aborto não, nunca!

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Gestão de crises emocionais - Vídeo Donizete Pinheiro

terça-feira, 31 de janeiro de 2017

Aqui tem EME

quinta-feira, 23 de março de 2017

Passos (ou páginas) para a felicidade

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Muito além de um simples descanso físico

quinta-feira, 29 de junho de 2017